Desistir não é opção

Desistir nunca é a melhor opção!

Desistir nunca é a melhor opção!

Desistir é comum entre os seres humanos. No mundo dos negócios, então, o número de desistentes é gigantesco e, por isso, não poderia ser diferente no setor de vendas diretas.

desistir_nunca-300x199 Desistir nunca é a melhor opção!

São diversos os motivos que desencadeiam o processo da desistência. Sim, é um processo! Ninguém acorda do nada e fala “bem, acho que vou desistir hoje”. E este processo, as fases da desistência, são comuns em todos os casos.

Entretanto, antecipadamente, convém-nos falar sobre como não desistir. A maior arma contra a desistência, em qualquer coisa que se propuser a fazer, no ramo dos negócios ou da vida, é ter um propósito forte e claro o suficiente que te impulsione, te dê coragem para enfrentar os medos e os obstáculos que você terá pela frente!

Sem um propósito, um motivo, um porquê muito bem definido e que seja realmente significante para sua vida, você estará à mercê da sua mente e ela trabalhará contra você por diversas vezes. Pense por um instante… seus filhos, seus pais, liberdade de tempo,

liberdade financeira, sua saúde, paz, tranquilidade, fazer o bem, ajudar os necessitados, são motivos reais que te fariam mover montanhas para protegê-los, atingi-los, para lutar dia após dia por eles e enfrentar tudo e todos? Se sim, ótimo! Você tem um propósito! Se não, defina-o o mais rápido possível e siga em frente!

As fases da desistência são nítidas em todos os casos:

(1) obstáculo;(2) dúvida; (3) diminui as atividades; (4) culpar o ambiente; (5) desistir.

1. OBSTÁCULO

Claramente, desistir começa por um obstáculo encontrado, uma dificuldade, um desafio. Esse obstáculo podem ser dos mais diversos: dificuldade financeira pessoal, falta de apoio da família e amigos,problemas pessoais, problemas em outra atividade ou trabalho, cansaço… E qualquer situação trará à tona o pior dos sentimentos:medo.

A mais comum das dificuldades é a falta de resultado financeiro imediato, mesmo sabendo que você não terá um grande resultado financeiro imediato em nenhum negócio sério. Isso explica porque a esmagadora maioria das desistências nas vendas diretas ocorrem nos primeiros meses de atividade.

Então, o que acontece é que as pessoas não se dão o tempo nem de aprender o que precisa ser feito e já pensam em desistir… e desistem!? Pois é… O fato é que OBSTÁCULOS APARECERÃO, tanto no aspecto pessoal (que podem interferir na sua decisão ou na sua motivação) quanto no aspecto profissional (dentro do seu negócio)! E muitos deles cairão no seu colo logo nos primeiros dias de atividade! Você não pode controlar isso. No entanto, agora você sabe de antemão que isso acontecerá, assim, penso que seja mais fácil de você lidar com eles quando aparecerem!

De qualquer forma, o que vai definir se você vai persistir ou desistir é a forma com que vai reagir diante destes obstáculos que, como dito, acontecerão quer você queira, quer não! Você tem duas opções: se ACOVARDAR diante dele, ou ter CORAGEM para superá-lo. E o combustível para essa coragem, será o seu propósito, seu motivo, seu porquê! Você decide!

2. DÚVIDAS

Se você não tem um propósito, diante do desafio que você rotulou como intransponível, as dúvidas começarão a surgir e você começará a se auto-sabotar. Perguntas como “será que esse negócio funciona mesmo?”, “será que eu tenho perfil?”, “será que isso é pra mim?” brotarão como ervas daninhas na sua cabeça e enraizarão e contaminarão seu coração.

Sei que muitas pessoas que estão lendo este artigo, neste exato momento, estão nessa fase. Se você for um caso destes ou se um dia se deparar com essa situação, PARE e lembre-se do seu propósito! Lembre-se que as dificuldades existirão e são passageiras. E que seu propósito é muito maior do que os obstáculos que aparecerão!

3. DIMINUIR AS ATIVIDADES

Neste momento sua mente está trabalhando contra você, sua cabeça está cheia de interrogações, o que você faz? Afasta-se! Dá um tempo!Some do mapa!

Este é o movimento natural de uma pessoa em dúvidas, quando, na verdade, você deveria se aproximar ainda mais das pessoas positivas, do ambiente agradável. Estudar, adquirir mais conhecimento para que enxergue mais potencial! Acelerar e não reduzir! Você deve ser o senhor da sua mente. Doutriná-la para que, ao invés de trabalhar contra você, trabalhe a seu favor. Tome o controle dos seus pensamentos e apegue-se às coisas positivas, às pessoas da sua equipe, aos seus sonhos, aos seus valores e da sua empresa, aos seus momentos felizes e de vitórias… Você não tem momentos felizes???

Então! É deles que tem que se lembrar e valorizar, e é por isso que não pode diminuir o ritmo! Se te ajudar, volte aqui e leia este artigo sempre! Simplesmente, não pare!

4. CULPAR O AMBIENTE

Esta é, sem dúvida, a fase mais chata. É muito mais fácil culpar alguma coisa do que a si próprio. As pessoas não gostam de assumir responsabilidades, por isso começam a tentar se auto-convencer que alguma coisa está errada e não elas mesmas. É um mecanismo de fuga ao medo e à vergonha de assumir que não conseguiu lidar com a primeira fase, o obstáculo inicial.

Você já ouviu “ah, mas meu patrocinador não me ajudou”, “os produtos do meu último pedido atrasaram”, “minha equipe não trabalha”, “a economia está muito mal”, “minha mulher engravidou”, “meu trabalho tradicional está puxado demais”, “o plano de compensação tinha que mudar”, “a empresa precisava lançar novos produtos”, etc.? Pois bem, esses são alguns exemplos que as pessoas se utilizam para justificar o momento que estão vivendo e, especialmente, a próxima fase! E pior, acabam prejudicando pessoas ao seu redor com tanto negativismo e “desculpites”.

Neste momento, sugiro que faça uma auto-reflexão, respondendo às seguintes perguntas: você deu seu máximo durante todo o período de atividade? Considera-se um profissional competente, maduro, preparado para ter sucesso? Deu-se o tempo necessário e fez as coisas necessárias diante do seu negócio?

5. DESISTIR

Se mesmo depois de tudo o que foi dito, não conseguiu voltar atrás, aqui você desiste. E pior, normalmente desiste convicto de que o problema não foi você. E alguns ainda o fazem sem qualquer ética, gratidão ou respeito, denegrindo empresa ou pessoas. Vai entender… Portanto, lembre-se, desistir aqui não é desistir de um negócio… é desistir dos seus sonhos, de uma das únicas oportunidades que podem, verdadeiramente, mudar sua vida! Simplesmente tenha CORAGEM e siga em frente, porque os problemas são passageiros e desistir é pra sempre!

Você não terá resultados imediatos! Aliás, passará um bom período trabalhando muito e ganhando pouco ou quase nada, assim como em qualquer forma de empreendedorismo! No entanto, durante esse período dando duro com pouco resultado é que você estará construindo sua fortuna! Estará se preparando, desenvolvendo levantado sem um alicerce firme, tende à ruína. E este alicerce é você!

É quem você se torna! São o conjunto de experiências e habilidade que estão esculpidas na sua pele e te fizeram forte! Seja forte, tenha serenidade, entenda que tudo isso é um processo natural e, daqui alguns anos, aproveite a colheita!